© 2014 Microsoft Termos Privacidade e cookies Desenvolvedores Português (Brasil) onkeydown=”return false” onselectstart="return false">
*.* F.A.Q link link
ASK
ASK
INICIO
FOLLOW
F.ASKED
Welcome...
Sou complexado. Em um momento to sorrindo, fazendo os outros gargalharem, pulando feliz por aí e no outro so quero deitar na cama e acordar mês que vem.
Vinícius Kretek
1 2 3 4 5
theme by themes-perfeitos, don't copy.
Quando eu disse que gostava de você, eu esperava qualquer resposta sobre isso e não veio nada. Não precisava me iludir e nem nada, mas pelo menos fizesse eu sentir algo menor por você. Porque quando você pergunta se eu estou bem, eu queria que você importasse de uma maneira diferente, mas você importa só porque sabe o quanto dói não ser ‘gostado’ por outro alguém. E nada disso faz o sentimento diminuir. Você sabe que vou estar aqui quando cansar de conversar com as outras pessoas, mas amanhã você fará o mesmo. Repetidas vezes. E eu vou me diminuindo tanto que eu não sei mais quem sou. Eu me diminui tanto que parte de mim já não existe mais.
- Laura.  (via florejaste)



Enquanto ouço por aí sobre como sua vida está ótima, me pergunto como você reagiria se soubesse e visse com detalhes minha tortura diária de levantar e ir dormir pensando em você.
- Tati Bernardi. (via icanbeyourcocaine)

Você chegou tão diferente do seu jeito de sempre chegar, me olhou de um jeito muito mais quente do que sempre costumava me olhar e isso me fez perder a razão. Aquele jeitinho de chamar meu nome e de me deixar louca que só você tem faz com que eu fique cada dia mais apaixonada por você. É incrível a capacidade que você tem sobre mim que as vezes nem eu mesma consigo entender essa vontade louca que eu tenho de você. Fico horas e horas imaginando uma vida ao seu lado e sinceramente eu amo isso, amo imaginar como seria nós dois juntos, como seria dormir e acordar ao seu lado, como seria te chamar de meu, como seriam as nossas crises de ciúmes, como seriam as nossas brigas que com certeza iriam acabar na cama. Sabe talvez isso seja apenas um sonho, sonho do qual talvez nunca irá se realizar mas eu não me importo porque afinal, sonhar faz bem.
- Para alguém que talvez nunca irá ler. (via capacitadora)

É patético, você sabe. É patético sentir falta daquilo que você escolheu perder. Não sei por quê diabos ainda sinto sua falta. Mas a maior parte do dia é como se eu tivesse mandado uma própria parte de mim embora. Era céu e inferno, tudo ao mesmo tempo. A maior parte era inferno, ó céus, como era. Mas não posso deixar de pensar como os cinco minutinhos no céu compensavam todo o restante. Eu sempre tô por aí me queixando de você. Eu sempre tô andando pela casa me perguntando por quê diabos não demos certo. A gente tinha tudo pra dar errado (e deu). A gente se embolou tanto que acabamos virando uma coisa só. Nós não somos parecidos, nem um pouco, não mesmo. Eu quero acreditar que não sou uma canalha egoísta feito você. A gente não era espelho, tão pouco reflexo. Era confusão. Era to-mandando-você-ir-embora-mas-por-favor-não-vai. Era um conhecendo tanto o outro e virando um só. Éramos dois corpos ocupando o mesmo espaço desafiando a lei da física. Éramos dois amantes desajeitados sem noção nenhuma do amor. Éramos, no passado. Você sabe que tenho horror a essa palavra. Meu passado não foi bondoso comigo e eu prefiro deixá-lo onde está, muito obrigado. Acontece que agora ele me parece gracioso. Eu não tenho você, mas eu já tive você. De repente o passado me parece um bom lugar. Sei que existe aquele ditado: quem vive de passado é museu. Bom, talvez eu queira passar uma noite no museu. Ou talvez já deu pra gente. Você tem que saber que estava certo, o mundo não é lugar engraçado sem você. Ninguém acha graça da piada do celta preto. Ir no cinema sozinha não me parece tão divertido. Me lambuzar com molho de cachorro quente já não é engraçado. O que foi que você fez, hein? Acho que devo corrigir. O que foi que a gente fez? Você sempre disse que o amor era trágico por si só. Eu discordo, quase concordando. Se o amor é trágico, a falta dele é caótica e a presença indispensável. Acho que eu soube aproveitar o amor que você me deu. Houve amor, certo? Só não era pra ser, nunca é. Eu acreditei no seu amor, eu apostei nele. Acho que você também acreditou no meu. Eu tô a mercê, mas não vou morrer na praia. Das mil coisas que eu deveria ter dito e nunca disse, só nos restou uma: é preciso seguir em frente.
- Contanto que eu não tombe com você de novo. (via icanbeyourcocaine)

Eu bebo e fico triste.
Eu engulo cada dose com mais vontade,
eu vejo coisas
eu sinto coisas
eu descubro a verdade
desvendo o mistério
derrubo a barraca
quebro os móveis
viro a taça.
Eu bebo e fico triste,
porque não há bebida no mundo
que complete todo esse vazio
que você, infelizmente, me deixou.
- Eduardo Alves, indeferindo. (via capacitadora)

Eu me sinto às vezes tão frágil, queria me debruçar em alguém, em alguma coisa. Alguma segurança.Invento estorinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga. Algumas paranóias, mas nada de grave. O que incomoda é esta fragilidade, essa aceitação, esse contentar-se com quase nada. Estou todo sensível, as coisas me comovem.
- Caio Fernando.  (via capacitadora)